Acessibilidade

Armazéns da Maia e de Alverca da GEFCO recebem estatutos de Depósito Temporário e Entreposto Aduaneiro

18 julho 2018

O Grupo GEFCO, fornecedor global de serviços para cadeias de abastecimento industriais e líder europeu em logística automóvel, recebeu os estatutos Depósito Temporário e Entreposto Aduaneiro para os seus armazéns da Maia e de Alverca.

A Autoridade Tributária concedeu os estatutos de Depósito Temporário e Entreposto Aduaneiro aos Armazéns da Maia e de Alverca, no passado dia 14 de fevereiro de 2018, de acordo com o artigo 211º do CAU.

Os depósitos temporários são áreas para armazenagem de mercadorias apresentadas à alfândega, enquanto aguardam que lhes seja atribuído um destino aduaneiro, por um período inferior a 20 dias.

Os entrepostos aduaneiros são áreas reservadas a mercadorias provenientes de países não comunitários, onde poderão permanecer por mais de 20 dias. O principal objetivo desta área é assegurar a disponibilidade da mercadoria extracomunitária sem ter de pagar as imposições legais devidas no ato de colocação dos seus produtos no consumo. Só precisa de pagar as referidas imposições quando tiver a mercadoria vendida.

Ao abrigo destes estatutos, a GEFCO poderá proceder à descarga e ao desalfandegamento de mercadorias provenientes de países terceiros e em trânsito, reduzindo o prazo de entrega do processo de importação extracomunitária e promovendo a sua flexibilidade.

Na GEFCO Portugal procuramos sempre encontrar novas soluções, flexíveis, fiáveis e seguras para satisfazer os requisitos dos clientes e apoiar o desenvolvimento do seu negócio. Estes estatutos, atribuídos pela Autoridade Tributária, vão permitir reduzir o prazo de entrega que é um dos maiores desafios neste tipo de mercadorias.

Jorge Possollo

Diretor-Geral da GEFCO Portugal

Partilhe